A Madeira presa entre a doença e a cura

RENASCENÇA 02/11/2020 — Joana Gonçalves

As medidas de combate à Covid-19 na região resultaram no mais baixo número de vítimas do país. A resposta positiva à pandemia teve um preço sem precedentes para o Turismo, um setor que luta agora pela sobrevivência.

A Madeira registou este domingo a primeira morte por Covid-19. Durante oito meses, o arquipélago resistiu ao novo coronavírus e mantém-se a segunda região com menor número de infetados. As autoridades de saúde regionais apontam a antecipação de um plano de resposta, o impedimento da mobilidade dos profissionais de saúde, a testagem dos grupos mais vulneráveis e a proibição das visitas aos lares como as principais medidas que definem os resultados positivos da região.

Pela primeira vez, a “Pérola do Atlântico” fechou…

Continue a ler esta reportagem especial aqui.

Partilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email