Atuais medidas são para continuar até ao início do próximo ano

O presidente do Governo Regional assume que as medidas de controlo e prevenção da pandemia são para continuar até ao início do próximo mês de janeiro.

Miguel Albuquerque diz que a generalidade das medidas para controlar a pandemia é para continuar, na Madeira, até ao início de janeiro. Mas, espera que não seja necessário avançar para normas mais restritivas.

O presidente do Governo Regional visitou hoje as obras de requalificação da escola básica e secundária padre Manuel Álvares, na Ribeira Brava, onde, questionado pelos jornalistas, fez questão de sublinhar que será a evolução da pandemia, contudo, a ditar as medidas a tomar.

Por enquanto, salientou, a situação está controlada, «pelo que se pessoas tiverem todos os cuidados, se cumprirem com as normas de distanciamento social, de higienização, de desinfeção e de uso da máscara, será possível evitar medidas mais restritivas».

Miguel Albuquerque disse ainda concordar com a prolongamento do estado de emergência prolongado a nível nacional e confirmou que, na Madeira, continuarão encerrados estabelecimentos de animação noturna, como discotecas. Os horários atuais do comércio e restauração vão manter-se, afirmou.

O governante reiterou a sua preocupação em relação à época natalícia que se avizinha, com o regresso de estudantes e de emigrantes, para além do aumento de turistas, sobretudo mais perto do Natal e do fim-de-ano. Nesse sentido, reforçou o apelo para que os madeirenses e os porto-santenses colaborem e cumpram com todas as normas.

Questionado sobre o turismo, disse pensar que, dentro do atual contexto em que vivemos, o Natal e o fim do ano serão bons para o sector. Até porque a Inglaterra preparasse para reabrir as suas fronteiras e a Alemanha anunciou que vai diminuir as restrições.

Fonte: madeira.gov.pt

Partilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email