Covid-19. Madeira espera receber quase 600 mil vacinas até fim de setembro

SIC Notícias 03/06/2021

A Madeira espera receber até ao final do terceiro trimestre 596.755 doses de vacinas contra a covid-19, disse este sábado o secretário regional da Saúde, no dia em que a região atingiu as 100 mil administrações de doses.

“Até final do terceiro trimestre, esperamos receber 596.755 doses de vacinas”, declarou Pedro Ramos, que quis assinalar a administração das 100.000 inoculações, deslocando-se ao centro de vacinação instalado no Madeira Tecnopolo, no Funchal.

O responsável salientou que este número alcançado “é uma marca importante”, visto ser necessário “ter 175 mil pessoas com as duas doses”, ressalvando que “alguma percentagem [da população] vai precisar apenas de uma dose”.

Fazendo um balanço à administração da vacina contra a covid-19 na Madeira, o governante declarou que “neste momento, o ponto de situação são 30% da população com a primeira dose administrada e 10% com a segunda dose”.

“Esperamos atingir as 175 mil doses em setembro/outubro e depois vacinar com celeridade e testar massivamente de 15 em 15 dias”, vincou.

Pedro Ramos deixou um apelo para que “todas as pessoas, mesmo as que têm a vacinação completa, de todas as faixas etárias” efetuem os testes disponibilizados gratuitamente pelo governo regional, a cada 15 dias, para que as autoridades de saúde consigam “continuar a monitorizar toda a atividade”.

Defendeu ser necessário haver “muita prudência” para decidir aliviar as medidas restritivas impostas, o que só pode acontecer “sempre que a evolução da pandemia se mostre muito favorável”.

“Vamos continuar a testar à entrada, a ter cuidado com os países que estão com pior resultado, neste momento, da sua evolução da pandemia. Vamos continuar a repetir o teste ao quinto dia. Vamos continuar a ser conscientes e atuar com rigor e responsabilidade utilizando todo o conhecimento que aos poucos vai saindo no mundo inteiro”, vincou.

Pedro Ramos ainda anunciou que logo que seja autorizada a administração da vacina da Pfizer para pessoas com idades “abaixo dos 16 anos”, a Madeira também vai “vacinar os mais jovens”.

Questionado sobre a possibilidade de a região acelerar o processo de vacinação, explicou que tudo depende da quantidade de vacinas que a Madeira recebe do contingente nacional, assegurando que têm chegado os 2,5% destinados ao arquipélago e que estão a ser “utilizadas todas as disponibilizadas”.

O governante salientou que já foi vacinado “todo o setor educativo da região, docentes e não docentes” e que a Madeira teve a “surpresa agradável” de, nos testes feitos a estudantes ter “uma percentagem de positividade que é inferior a 1%, sendo é 0,07%”.

Ainda apontou que os testes de saliva no pré-escolar, primeiro ciclo e segundo ciclo deram três casos positivos, em 3.000 testes feitos até agora (0,1%), enquanto 20 mil efetuados nos restantes graus de ensino tiveram uma taxa de 0,08%.

João Batista Nóbrega, de 77 anos, foi quem recebeu a centésima vacina, a sua segunda dose, e foi surpreendido pela cerimónia, afirmando que se tivesse tido conhecimento tinha vindo “melhor preparado, com gravata”, porque ia deixar o local com mais do que tinha trazido: “a vacina, flores e um diploma”.

“Acho que é melhor apanhar a vacina do que apanhar o vírus. Agora estou contente por ter apanhado as duas doses, mas não quer dizer que tenho de baixar a guarda e vou continuar com cautela”, disse, agradecendo ao Governo Regional da Madeira por “arranjar vacinas” para a população.

Este sábado, também passou a estar disponível um contador automático de vacinas na Madeira, uma medida “inédita” implementada pelas autoridades de saúde da região, que pode ser consultado no endereço http://web.sesaram.pt/COVID19_INFO.

De acordo com os últimos dados divulgados sexta-feira pela Direção Regional de Saúde, a Madeira registou 15 novos casos de covid-19 e 38 recuperados, estando notificados 250 situações ativas.

O arquipélago registou, desde 16 de março de 2020, 9.083 casos confirmados de covid-19, 8.762 doentes recuperados e 71 óbitos associados à doença.

Notícia completa aqui.

Partilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email