Covid-19: Mais de 69.700 residentes na Madeira já foram vacinados

VISÃO 20/04/2021

“Até ao dia 18 de abril, foram administradas na Região Autónoma da Madeira, 69.737 vacinas contra a covid-19 desde o dia 31 de dezembro de 2020”, lê-se no boletim da vacinação divulgado pelo gabinete do secretário regional da Saúde e Proteção Civil do arquipélago.

A Madeira tem uma população residente que ronda as 260 mil pessoas.

Segundo a mesma nota, “as pessoas vacinadas integram os grupos prioritários definidos no Plano Regional de Vacinação contra a covid-19 na Região Autónoma da Madeira (RAM), de acordo com a alocação das vacinas à região”.

No documento é referido que foram administradas 69.737 vacinas, sendo 50.269 correspondentes à primeira dose e 19.468 à segunda.

“Isto significa que 7,7% da população residente tem já a vacinação completa e 19,8%, uma dose da vacina”, indica a nota.

Segundo o Governo Regional, esta semana foram “administradas 9.723 vacinas, das quais 8.425 foram primeiras doses e 1.298 segundas doses”.

O Plano Regional de Vacinação covid-19 da Madeira estabelece três fases, a começar pelos grupos prioritários, ao que se seguem as pessoas com comorbilidades e, depois, o resto da população.

A estimativa aponta que sejam vacinadas 50 mil pessoas na primeira fase, outras 50 mil na segunda fase e, por fim, 100 mil pessoas.

O presidente do Governo da Madeira, Miguel Albuquerque, afirmou hoje que o objetivo é ter a população da região “imunizada até meados ou fins de setembro”.

De acordo com últimos dados divulgados na segunda-feira pela Direção Regional da Saúde, a Madeira contabiliza 8.757 casos confirmados de covid-19 desde o início da pandemia, dos quais 8.347 recuperaram e 71 morreram.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.031.441 mortos no mundo, resultantes de mais de 141,9 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.946 pessoas dos 831.221 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Leia a notícia completa aqui.

Partilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email