Entre maio e junho, Madeira receberá mais de 150 mil doses de vacinas contra a covid

JM MADEIRA 27/04/2021

Nesta fase final do mês de abril a Região está à espera de mais dez mil unidades da vacina AstraZeneca e em maio chegará mais 46.800 doses da Pfizer. No mês de junho serão mais 76.050 da Pfizer, para além das doses correspondentes à vacina da Johnson&Johnson que Portugal vai disponibilizar à Madeira durante o mês de junho e que representará 2,5% das vacinas adquiridas pelo nosso país ( estima-se que sejam adquiridas neste segundo trimestre 1,25 milhões de doses, o que poderá equivaler a mais de 30 mil doses para a Região).

Segundo Pedro Ramos, que falou aos jornalistas à margem da sessão de abertura da Cimeira das Regiões de Saúde 2021, que está a ter lugar no Colégio dos Jesuítas, neste momento já está a ser concluída na Madeira a primeira fase da vacinação e esse é, para si, um motivo de grande satisfação. O secretário regional da Saúde congratula-se com o facto de “a Região ter sido pioneira, em vários grupos, para além dos órgãos de soberania, da educação, dos serviços críticos, dos jovens estudantes e dos cuidadores informais que começam hoje”.

Quanto ao próximo grupo de vacinação em massa, o governante revelou que será os trabalhadores da área do turismo, por forma a “preparar-se a recuperação da nossa economia já para os meses de maio e junho”.

Relativamente aos funcionários nas grandes superfícies comerciais, incluindo supermercados, Pedro Ramos reconheceu que “todos esses são grupos críticos”, frisando que têm sido criadas “quotas de imunização em todos esses grupos” e que, por essa razão, “todos serão vacinados”.

Notícia completa aqui.

Partilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email