Governo Regional promove desinfeção alargada dos serviços de atendimento da Segurança Social

Dando continuidade às medidas preventivas contra a disseminação da COVID-19, teve lugar a limpeza e desinfeção em larga escala dos edifícios de serviços públicos do Instituto de Segurança Social da Madeira, ISSM, IP-RAM, sob a tutela da Secretaria Regional de Inclusão Social e Cidadania.

Trata-se de uma medida complementar às já incluídas no Plano de Contingência do ISSM, IP-RAM, que contempla as medidas necessárias para responder a um eventual cenário de epidemia causado pelo novo coronavírus.

Tiveram início hoje, dia 1 de maio, os trabalhos de limpeza e desinfeção alargada, incluindo as zonas exteriores circundantes, da sede do Instituto de Segurança Social da Madeira e restantes instalações de atendimento ao público, nomeadamente, da Elias Garcia, Rua da Conceição e Bairro da Nogueira.

Esta medida específica de contenção da proliferação do novo coronavírus foi realizada por técnicos de uma empresa especializada, recorrendo a produtos virucidas, homologados pela Direção Geral de Saúde. 

Tem como objetivo, não só a proteção dos cerca de 1300 colaboradores do ISSM, IP-RAM, como também dos utentes que continuam a dirigir-se aos serviços daquela instituição para recorrer aos apoios atribuídos pela Segurança Social.

Apesar de o ISSM, IP-RAM privilegiar o recurso à transferência bancária como forma de entrega dos apoios sociais, existem situações em que permanece a necessidade de recorrer aos pagamentos em dinheiro, não só aos beneficiários que não possuem conta bancária, mas também nos casos urgentes e excecionais, em que é necessário apoio imediato. Por estes motivos, foi necessário continuar a assegurar, ainda que através de marcação prévia, o atendimento presencial a alguns cidadãos.

Esta necessidade faz com que continue a haver alguma afluência aos serviços do ISSM, IP-RAM, pelo que, em mais uma medida de prevenção adicional, se optou por desinfetar os edifícios em que existe atendimento ao público.

Augusta Aguiar, Secretária Regional de Inclusão Social e Cidadania, afirma que “tratando-se de um edifício de grandes dimensões, com uma frequência ainda significativa de colaboradores e utentes, mesmo com as medidas atualmente implementadas, de redução do trabalho presencial, com recurso ao teletrabalho e dos atendimentos presenciais se reduzirem ao mínimo necessário, o Governo Regional optou por adicionar mais um nível de proteção e prevenção, procedendo à desinfeção dos edifícios do Instituto de Segurança Social da Madeira”.

Fonte: madeira.gov.pt

Partilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email