IASaúde recomenda aos madeirenses contacto antecipado antes de viajarem

DN MADEIRA 01/10/2020

Em conformidade com aquilo que já havia sido definido em Conselho de Governo, nomeadamente, o facto dos viajantes que tenham partido dos aeroportos da Região e cujo regresso ocorra num período máximo de 72 horas, mantém-se a obrigatoriedade de serem testados entre o 5.º e 7.º dia após o desembarque na Madeira ou Porto Santo.


Como forma de agilizar todo o processo, o IASaúde, através de uma circular normativa, recomenda a todos os viajantes o contacto antecipado através da Unidade de Emergência em Saúde Pública, por e-mail ([email protected]saude.madeira.gov.pt), dando informação do seguinte: Número de utente; Sector de actividade; Plano de viagem e contacto de e-mail/telefónico.


“Esta informação será apenas utilizada pelas autoridades de saúde, constituindo uma base de dados para o acompanhamento e o posterior agendamento de teste PCR de despiste de infecção por SARS-CoV-2, entre o quinto e o sétimo dia após o desembarque”, indica o IASaúde.

Também por via de uma circular normativa, a autoridade de saúde regional recorda outra resolução, neste caso em alusão ao documento dirigido a todos os profissionais que exercem funções na Região afectos às áreas da saúde, educação, social e protecção civil.

Assim sendo, fica determinado que todos os profissionais que pretendam retomar o seu exercício na sequência de terem desembarcado nos aeroportos da Região devem efectuar o seu teste de despiste à covid-19 entre o 5.º e 7.º dia após a chegada, garantindo neste período o integral cumprimento da vigilância e autoreporte de sintomas e das medidas de prevenção ao novo coronavírus.

Nesse sentido, o IASaúde apela ao sentido de operacionalização desta medida e recomenda a todos estes profissionais que contactem antecipadamente a Unidade de Emergência em Saúde Pública, por e-mail, à semelhança do que se sucede com os restantes viajantes: Número de utente; Sector de actividade; Plano de viagem; E-mail e contacto telefónico.

Ambas as circulares normativas foram assinadas pelo presidente do Conselho Directivo do IASaúde, Herberto Jesus.

Partilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email