Madeira contesta dados avançados no boletim da DGS: “Os números fidedignos são os reportados pela Direção Regional”

OBSERVADOR 03/03/2021

As autoridades regionais afirmam que “os números fidedignos são os dados reportados, diariamente, pela Direção Regional de Saúde, de forma clara, segura e transparente”.

A Direção Regional da Saúde (DRS) da Madeira contestou esta terça-feira os dados reportados nos boletins da Direção-Geral de Saúde (DGS) relativos à região autónoma.

Os números fidedignos são os dados reportados, diariamente, pela Direção Regional de Saúde, de forma clara, segura e transparente”, referem as autoridades regionais numa nota informativa, adiantando: “Os casos divulgados pela DRS são referentes aos cidadãos residentes, com residência fiscal, na Madeira e turistas com diagnóstico de Covid-19 identificados na região”.

É ainda sublinhado que o relatório epidemiológico da Covid-19, divulgado no final do dia desta segunda-feira pela direção regional, “reportou 38 novos casos de infeção por SARS-CoV-2″: “Passamos a contabilizar 7276 casos confirmados de Covid-19 e mantivemos o número de 64 óbitos associados à Covid-19”.

Os dados reportados pela DGS, no dia de hoje [terça-feira], revelaram de forma errada 140 novos casos de Covid-19 na região, para um total de 6614 e 61 óbitos por Covid-19 na Região Autónoma da Madeira”, conclui a mesma nota.

Recorde-se que, de acordo com os dados desta terça-feira da DGS, a Madeira foi a terceira região com mais novos casos, a seguir a Lisboa e Vale do Tejo e ao Norte.

Pedro Miguel Ramos, secretário regional da Saúde e Proteção Civil da Madeira, explicou mesmo à rádio Observador que os dados do boletim diário da Covid-19 divulgado pela DGS “nunca batem certo”.

Notícia completa aqui.

Partilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email