Medidas da pandemia avaliadas semanalmente

O presidente do Governo Regional diz que, a partir desta quinta-feira, as metidas de contenção da pandemia serão avaliadas semana a semana, em Conselho de Governo. E alteradas ou não conforme a evolução da situação. Podendo ser agravadas ou diminuídas.

Miguel Albuquerque, que falava à margem de uma visita efetuada a uma exploração agrícola em Santa Cruz, diz que tudo dependerá da evolução epidemiológica da covid-19 na Região, ou seja, do número de casos que venham a surgir.

Questionado se atividades como o takeaway ao fim-de-semana ou ao desporto poderão ser atividades a liberar, o governante diz que são questões compreensíveis, mas lembra que a prioridade é conter a pandemia.

«Prioridade é a Saúde. Não vamos alterar nada para a próxima semana. As pessoas não se esqueçam do que se está a passar em Itália. Estava tudo controlado e agora já tem novo aumento de casos. Há que manter controlo e regras», sublinhou.

Segundo Miguel Albuquerque, «o recolher obrigatório é um sacrifício mínimo que pedimos às pessoas, para se poder manter a nossa Economia a funcionar». Assumindo que seria mais fácil fechar tudo ou quase como fizeram no Continente, o governante lembra que na Região «as pessoas podem continuar a sair, os alunos estão em aulas…

Mas, avisa, «não podemos brincar!». «As medidas são para manter até à Páscoa, mas cada uma delas será avaliada semana a semana».

O presidente do Governo Regional disse ainda que, a partir da próxima segunda-feira, o recolher obrigatório voltará a ser a partir das 19h00, com o encerramento dos estabelecimentos às 18h00.

Fonte: madeira.gov.pt

Partilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email