Miguel Albuquerque no programa “Em entrevista” – RTP Madeira

O Presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque, foi o convidado do programa da RTP-Madeira, Em Entrevista, emitido sexta-feira, após o telejornal.Na entrevista com cerca de 30 minutos, o Chefe do Governo disse que a Região tem, neste momento, no que diz respeito à crise sanitária, despoletada pelo COVID, uma situação de risco acrescido devido ao Natal e ao regresso dos nossos estudantes e emigrantes e, cumulativamente, uma crise social e económica. Duas frentes que exigem do Executivo uma continuada tomada de medidas profiláticas e preventivas para conter a proliferação da pandemia e salvaguardar a vida e a saúde dos madeirenses e porto-santenses. Simultaneamente, é necessário, conforme referiu Miguel Albuquerque, fazer tudo o que é possível no sentido de manter a economia a funcionar, alocando todos os recursos disponíveis. O governante salientou ainda que, na Madeira, ao contrário do que a certa altura se assistiu no país, ninguém evocou milagres, nem baboseiras: “falamos para os nossos concidadãos – madeirenses e porto-santenses – como pessoas adultas e inteligentes.” “Nós, neste momento, temos de continuar a ter um comportamento responsável – cumprir com o distanciamento social, evitar ao máximo os convívios, a concentração de pessoas, porque quando não observados são fatores – já está mais do que provado – de desastre”, disse o governante à RTP-Madeira. Miguel Albuquerque abordou ainda um conjunto vasto de temas, entre outros, a preparação do plano e procedimentos para a vacinação, o impacto económico e social e os apoios públicos, com recursos exclusivamente da Região, às empresas e famílias.

Miguel Albuquerque no programa "Em entrevista" – RTP Madeira

Presidente do Governo convidado do Em Entrevista – RTP Madeira O Presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque, foi o convidado do programa da RTP-Madeira, Em Entrevista, emitido sexta-feira, após o telejornal. Na entrevista com cerca de 30 minutos, o Chefe do Governo disse que a Região tem, neste momento, no que diz respeito à crise sanitária, despoletada pelo COVID, uma situação de risco acrescido devido ao Natal e ao regresso dos nossos estudantes e emigrantes e, cumulativamente, uma crise social e económica. Duas frentes que exigem do Executivo uma continuada tomada de medidas profiláticas e preventivas para conter a proliferação da pandemia e salvaguardar a vida e a saúde dos madeirenses e porto-santenses. Simultaneamente, é necessário, conforme referiu Miguel Albuquerque, fazer tudo o que é possível no sentido de manter a economia a funcionar, alocando todos os recursos disponíveis. O governante salientou ainda que, na Madeira, ao contrário do que a certa altura se assistiu no país, ninguém evocou milagres, nem baboseiras: “falamos para os nossos concidadãos – madeirenses e porto-santenses – como pessoas adultas e inteligentes.” “Nós, neste momento, temos de continuar a ter um comportamento responsável – cumprir com o distanciamento social, evitar ao máximo os convívios, a concentração de pessoas, porque quando não observados são fatores – já está mais do que provado – de desastre”, disse o governante à RTP-Madeira. Miguel Albuquerque abordou ainda um conjunto vasto de temas, entre outros, a preparação do plano e procedimentos para a vacinação, o impacto económico e social e os apoios públicos, com recursos exclusivamente da Região, às empresas e famílias.

Posted by Governo Regional da Madeira on Friday, December 11, 2020

Partilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email