Não haverá restrições na circulação entre concelhos

Miguel Albuquerque diz que não haverá condicionamento na circulação entre concelhos na Região. E admitiu ser necessário alugar um ou dois hotéis para alojar os turistas doentes com COVID.

O presidente do Governo Regional diz que a Madeira não vai impedir, durante o próximo fim-de-semana, a circulação entre concelhos na Região. No Continente, o Governo da República condicionou essa circulação em tempo de Todos-os-Santos, prática que o Executivo madeirense não vai seguir.

Miguel Albuquerque lembrou que «a Madeira não tem, felizmente, focos de infeção local». «O que temos aqui na Madeira são os casos que são detetados nos aeroportos e, até agora, não temos nenhuma razão para decretar essas medidas de confinamento», sustentou.

O presidente do Governo Regional falava à margem de uma visita à Universidade da Madeira, onde foi inaugurado o espaço onde funcionará o supercomputador Zarco, do Polo do Instituto de Plasmas e Fusão Nuclear (IPFN) na Universidade da Madeira (UMa).

Questionado pelos jornalistas acerca da nova medida, que vai colocar os turistas infetados com COVID a suportarem parte das despesas com a sua instalação, Miguel Albuquerque diz que a mesma decorre do aumento de turistas a chegarem à Região.

«Isso obriga a tomarmos decisões. E uma das decisões é parte do valor da reserva, que já está pago nos hotéis, ser transferido para o IASAÚDE, para garantir e ajudar no pagamento do alojamento dos turistas que ficam alojados num hotel com todas as condições, mas fora dos hotéis que estão inseridos no circuito normal.», explicou.

Miguel Albuquerque lembra que se realiza, hoje, uma reunião com os principais grupos hoteleiros da Madeira para acertar em que moldes é que tudo isto vai ser feito, «até porque os próprios hoteleiros sentem-se um pouco desconfortáveis em ter alas no hotel ocupadas com turistas com COVID».

A ideia, frisou, é «haver um ou dois hotéis destinados exclusivamente a pessoas que, infelizmente, tenham sido detetadas com COVID».

Neste sentido, admitiu que o Governo Regional possa ter que vir a alugar um ou dois hotéis para o efeito. Mas, lembra, é bom investimento, porque é fundamental manter o Turismo e os hotéis a funcionar. «Vamos fazer tudo para manter a empregabilidade e as empresas a funcionar», reiterou.

Fonte: madeira.gov.pt

Partilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email