Operação do Aeroporto: 243 passageiros testados em segurança e de forma célere

Operação do Aeroporto: 243 passageiros testados em segurança e de forma célere

No primeiro dia de vigência, 01 de julho, do novo sistema de controlo de entrada de pessoas na Região Autónoma da Madeira no âmbito da pandemia COVID-19, 243 passageiros tiveram que realizar teste PCR à chegada no Aeroporto Internacional da Madeira, no total de 425 passageiros.

Esta atividade está enquadrada na estratégia montada pelo Governo Regional no Aeroporto Internacional, a qual pretende rastrear e assegurar a vigilância da COVID-19 na nossa região.

No dia 01 de julho foram 425 passageiros que escolheram o destino Madeira para regressar ao seu domicilio e/ou iniciar um período de férias em segurança. Destes 425 passageiros, 243 tiveram que realizar teste PCR nas instalações do aeroporto. Uma operação segura e célere após o preenchimento obrigatório do registo na aplicação www.madeirasafe.com.

A operação que está montada nos aeroportos da Madeira e do Porto Santo é da responsabilidade do Governo Regional, através da Secretaria Regional de Saúde e Proteção Civil e a Secretaria Regional do Turismo.

No Aeroporto Internacional da Madeira é possível realizar até 25 testes PCR à COVID-19 em simultâneo.

Toda esta operação está sustentada por uma aplicação web, MADEIRASAFE, que para além de assegurar o registo do passageiro e preenchimento do inquérito epidemiológico irá permitir o tracking do nosso visitante na Madeira e no Porto Santo.

Esta aplicação está disponível em várias línguas através do seguinte endereço: www.madeirasafe.com.

Esta ferramenta está associada ao projeto MADEIRASAFETODISCOVER, que terá outras funcionalidades associadas ao planeamento e otimização da estadia do passageiro, na Madeira e Porto Santo. O objetivo é proporcionar uma estadia na região, tranquila, e segura para os turistas e para os residentes.

Em traços gerais os passageiros que chegaram hoje à região, fizeram um dos seguintes circuitos, identificada com uma cor (verde ou azul):

– Passageiro com teste PCR realizado previamente (até 72 horas antes da viagem) e validado pela Autoridade de Saúde – faz um circuito verde no aeroporto e está dispensado de realizar novo teste, mantendo sempre a vigilância por parte da autoridade de saúde;

– Passageiro sem teste – faz um circuito de cor azul no aeroporto e realiza teste PCR. Concluído o teste o passageiro regressa ao seu domicílio e ao hotel onde fez a sua reserva. Os passageiros que fizeram teste no aeroporto saem com a recomendação de cumprir com o confinamento até que lhe seja comunicada o resultado do teste (tempo estimado até as 12h).

Para esta operação de rastreio e de vigilância nos aeroportos da Madeira e Porto Santo foram destacados mais de 200 colaboradores, profissionais da área da saúde e do turismo.

Fonte: madeira.gov.pt

Partilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email