Recolher obrigatório alargado – desporto, casamentos e festas com maior lotação

Miguel Albuquerque voltou hoje a elogiar o comportamento civicamente exemplar dos nossos concidadãos, recordando ainda a testagem massiva da nossa população através dos testes rápidos.

O presidente do Governo acaba de anunciar, em conferência de imprensa, por via digital, a partir da Quinta Vigia, o aligeirar de medidas restritivas devido à pandemia em vigor.

Segundo Miguel Albuquerque, a diminuição diária do número de infetados, a maior contenção das cadeias de transmissão, e a redução do número de internados permite, com alguma margem de segurança, aliviar algumas das restrições em vigor.

Mas, avisa, este aligeirar «não significa, obviamente, que a pandemia tenha passado ou que sejam permitidos a partir de agora comportamentos disfuncionais ou atípicos que possam por em causa a saúde e o bem-estar de cada um de nós».

«Há que continuar a manter, como até agora, um comportamento da responsabilidade, no cumprimento das normas em vigor, para a salvaguarda da saúde pública. E, neste aspeto, quero afirmar que a fiscalização por parte das autoridades não diminuirá. Pelo contrário, será reforçada», anunciou.

Desporto passa a ter assistência nos jogos e nos treinos.

Para o Desporto, há também importantes alterações, a partir das zero horas do dia 15 de junho: passa a ser permitida assistência nos jogos e treinos, limitada a 50% da ocupação máxima dos espaços. Até agora, não eram permitidos espetadores.

A exigência de uso de máscara, desinfeção e distanciamento mantém-se.

Casamentos e eventos com ocupação até 2/3.

No que se refere aos casamentos, batizados e eventos similares, a lotação máxima passa, anunciou Miguel Albuquerque, a ser de até 2/3 da capacidade do espaço, seja interior ou exterior.

Segundo o governante, mantem-se a exigência das medidas básicas de proteção: máscara, desinfeção, distanciamento e etiqueta. E os consumos continuarão a ser obrigatoriamente sentados, quer de comidas ou bebidas.

Se o evento acolher mais de 100 pessoas, será obrigatório para todos os participantes a realização de teste rápido antigénio até 48 horas antes, sem limite de idade. A responsabilidade pelo controlo destas medidas é da entidade organizadora.

Nos eventos culturais, a lotação limite passará a 2/3 da capacidade do espaço (interior ou exterior). Até agora era de 50%.

Também aqui os eventos com mais de 100 pessoas obrigarão à realização de testes rápidos antigénio até 48 horas antes.

Haverá obrigatoriedade de controlo à entrada e validação dos testes.

Fonte: madeira.gov.pt

Partilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email