Saiba quais as excepções à obrigatoriedade do uso de máscara na Madeira

JORNAL ECONÓMICO 31/07/2020

O Governo Regional da Madeira publicou esta quinta-feira em Jornal Oficial a resolução que determina o uso obrigatório de máscara comunitária na Região “em espaços ou locais, de acesso, permanência ou utilização, públicos ou equiparados”.

As exceções a esta medida são as crianças até aos dez anos, as pessoas incapacitadas por dificuldade em colocar e retirar a máscara sem assistência e aquando da prática desportiva e realização de atividade física e/ou lazer que envolva a realização de esforço físico.

As praias, zonas e complexos balneares e acessos ao mar também são uma exceção a esta medida, no entanto o uso da máscara é obrigatório nas instalações sanitárias

Excetua-se, por fim, nas atividades lúdico desportivas em espaço florestal e percursos pedestres recomendados, cumprindo as regras de distanciamento social.

Esta resolução tem efeitos a partir do dia 1 de agosto e vai até dia 31 de agosto.

Além da obrigatoriedade do uso da máscara, prorroga-se a situação de calamidade até dia 31 de agosto, a necessidade de apresentar um teste PCR negativo, ou em alternativa ficar em quarentena durante o período de 14 dias. Neste último caso, os encargos do viajante com o hotel onde fique hospedado são da responsabilidade do mesmo.

Para os viajantes que se ausentem da Região por um período máximo de 72 horas o teste é feito entre o quinto e o sétimo dia após o regresso.

Os viajantes de voos divergidos do Aeroporto da Madeira para o Porto Santo devem cumprir isolamento até a hora do embarque por via aérea para a Madeira. Se estes desejarem permanecer no Porto Santo ou viajar por via marítima devem realizar o teste no Aeroporto do Porto Santo.

Partilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email