Taxistas e motoristas vacinados quando o número de doses permitir

DN MADEIRA 21/02/2021

Antes de dar a primeira dose a estes profissionais, a Região tem de garantir a segunda dose a quem levou a primeira.

Os taxistas e os motoristas dos transportes públicos são considerados serviços críticos e estão incluídos na primeira fase de vacinação contra o novo coronavírus, mas só serão vacinados quando a Região tiver vacinas para os incluir, explicou esta manhã o secretário regional da Saúde. Pedro Ramos lembra que a segunda dose tem de ser administrada às pessoas que já levaram a primeira, no tempo recomendado. Durante esta próxima semana a totalidade dos agentes de protecção civil das corporações de Bombeiros da Região estarão vacinados.

O secretário regional da Saúde visitou esta manhã o centro de vacinação do Funchal onde teve oportunidade de revelar que mais de 18.000 pessoas terão sido vacinadas desde o passado dia 31 de Janeiro até ao final do dia de hoje. Mas neste grupo não está ainda os taxistas, que reivindicam acesso prioritário à vacina contra a covid-19, dado o contacto que têm com a população e o risco a que se expõem.

“Taxistas, como outros serviços da Região Autónoma da Madeira que consideramos serviços críticos estão incluídos na primeira fase de referenciação para a vacinação no plano nacional e no plano regional”, garantiu Pedro Ramos. Mas a sua actuação está limitada pelo de vacinas que a Região recebe. “Esse grupo vai ser encarado da mesma forma quando recebermos as vacinas e quando tivermos doses de vacinas que permitam a vacinação da primeira dose e ainda o stock de vacinas para que a segunda dose seja feita no tempo que está recomendado.”Logo que a Região tenha o número necessário das vacinas enviadas pelo plano nacional serão criadas quotas de imunização para esses grupos críticos. “Foi o que nós já fizemos. Até os agentes da protecção civil, nós já vacinámos 50% de todos os bombeiros e vamos completar durante esta próxima semana a totalidade dos agentes de protecção civil das corporações de Bombeiros da RAM”.

A estratégia do Governo Regional tem sido a de contactar os representantes destes serviços considerados críticos para elaborarem as listas que são depois entregues à Direcção Regional de Saúde, para o programa regional de vacinação. E tal como acontece para a restante vacinação, dentro desses serviços críticos a prioridade é dada aos que têm mais idade, esclareceu o secretário.

Segundo o responsável, a Região está a completar a vacinação aos profissionais na área da Saúde, aos profissionais e utentes dos lares e estruturas residenciais para idosos e aos da rede de cuidados continuados integrados. Ao mesmo tempo, sublinhou Pedro Ramos, foram criadas quotas de imunização na Protecção Civil, nos titulares de órgãos de soberania e nos serviços críticos. O coordenador da protecção Civil no Porto Santo foi um dos que já foram vacinados. Há também quatro autarcas que estão agora mais protegidos contra a covid-19 e praticamente todo o sector do Governo também foi vacinado, disse também.

Notícia completa aqui.

Partilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email