Turistas são quem mais arrisca viajar para a Madeira sem teste prévio

DN MADEIRA 01/10/2020

Após o terceiro mês de reabertura dos aeroportos da Madeira e Porto Santo aos voos vindos do estrangeiro e ao gradualmente aumento de frequências nacionais, pelo menos metade dos viajantes desembarcados na Região vindos do exterior chegaram sem o teste PCR.

A revelação foi feita hoje pelo presidente do Governo Regional, ao estimar que à volta de 50 % dos viajantes para a Madeira optaram por fazer o teste à Covid-19 ‘oferecido’ pelo Governo Regional à chegada. “Depende um pouco dos destinos”, referiu, ao dar conta que são “os voos internacionais que vêm com menos passageiros já testados”. Motivo para reforçar a importância da testagem no desembarque e realçar que “as coisas têm corrido bem. Eu quero é que venham”, acrescentou.

Até à data foram já “140 mil testes realizados” a expensas do Orçamento Regional, testes realizados nos aeroportos da Região e nos Laboratórios do continente abrangidos pelo protocolo com o Governo Regional

Agora que se prevê que a retoma da competição nos escalões de formação esteja para breve, assim como o regresso de algum público aos estádios de futebol, Miguel Albuquerque garante que não haverá nenhum aligeirar das medidas preventivas.

“Vai-se manter todas as medidas profilácticas em vigor e não vai haver neste momento, devido à situação que estamos a viver na Europa e também a nível nacional, não vai haver nenhuma redução das medidas preventivas”, afirmou esta manhã, à margem da visita às instalações do Grupo Extermínio, no Parque Empresarial da Cancela.

Na sequência do que já havia dito na semana anterior e porque as medidas em vigor “tem dado resultados muito positivos”, reafirmou que nos Lares as regras de contingência “vão-se manter exactamente como estão”. “Não quero ter mortes nem situações graves nos nossos lares”, justificou.

O mesmo em relação ao uso obrigatório de máscara, mas neste caso aproveitou para mandar recado ao PS-M. “Já se percebeu quem tinha razão era o Governo [Regional]” ao denunciar aquela que “foi mais uma argolada do PS aqui na Madeira. Não acertam uma”, atirou.

Partilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email