Vacinas Covid. Na Madeira, 11% da população recebeu pelo menos 1 dose (e 4% recebeu a 2ª)

OBSERVADOR 09/03/2021

A região tem cerca de 260 mil habitantes, o que significa que quase 11% dos residentes já receberam pelo menos uma dose da vacina e 4,1% receberam uma segunda dose.Cerca de 28.000 vacinas contra a Covid-19 já foram administradas na Região Autónoma da Madeira desde 31 de dezembro, indicou esta segunda-feira a Direção Regional da Saúde (DRS), referindo que 17.170 correspondem à primeira dose e 10.683 à segunda dose.

“As pessoas vacinadas integram os grupos prioritários definidos no Plano Regional de Vacinação contra a Covid-19, de acordo com a alocação das vacinas à região”, refere a DRS em comunicado, precisando que até ao dia 7 de março foram administradas 27.853 doses da vacina.

A autoridade de saúde madeirense sublinha que vai iniciar, esta semana, a inoculação com a vacina da AstraZeneca, após a receção de 8.500 doses no dia 5 de março.

“Será dada continuidade à vacinação das ajudantes domiciliárias, profissionais afetos aos serviços de segurança e serviços críticos, profissionais de saúde afetos à área da medicina dentária e farmácias, entre outros grupos prioritários”, indica.

O Plano Regional de Vacinação Covid-19, que teve início em 31 de dezembro de 2020, estabelece três fases, a começar pelos grupos prioritários, ao que se seguem as pessoas com comorbilidades e, depois, o resto da população.

A estimativa aponta que sejam vacinadas 50 mil pessoas na primeira fase, outras 50 mil na segunda fase, e, por fim, 100 mil pessoas.

De acordo com os dados mais recentes, a Região Autónoma da Madeira, com cerca de 260 mil habitantes, regista 779 casos ativos de Covid-19, num total de 7.570 casos confirmados desde março de 2020 e 66 óbitos associados à doença.

A pandemia de Covid-19 provocou, pelo menos, 2.593.872 mortos no mundo, resultantes de mais de 116,7 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.565 pessoas dos 810.459 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Notícia completa aqui.

Partilhar

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on email